Fobia Social: Diagnóstico, Tratamentos e Dicas para Superá-la

Fobia social: o que é?

Falar em público, ainda mais se for para uma grande plateia, pode ser algo muito estressante. Mesmo para os palestrantes mais experientes, pode ser difícil não se sentir ansioso. Porém, em alguns casos essa ansiedade pode atingir níveis quase insuportáveis.



A fobia social é uma condição na qual o indivíduo sente um constante medo de interagir com as outras pessoas e de passar por constrangimentos nessas situações, como ser julgado negativamente.

Embora muitas pessoas fiquem nervosas perante a possibilidade de fazer um discurso público, as pessoas com fobia social podem sentir um medo muito intenso não só restrito a situações desse tipo, mas que abranjam circunstâncias sociais mais cotidianas, como se encontrar com algum conhecido ou praticar esportes na frente de outras pessoas.

Incidência da fobia social

A fobia social é considerada uma condição frequente na população, sendo classificada como o terceiro transtorno mental mais comum, além de ser o transtorno de ansiedade mais recorrente. Esses dados são bastante falhos, pois também se sabe que pessoas com fobia social dificilmente procuram por ajuda profissional. Afinal, normalmente a última coisa que um indivíduo com essa condição buscaria espontaneamente é a oportunidade para ser avaliado por alguém que ele não conheça. Esse detalhe provavelmente resulta em uma subestimação da frequência da fobia social na população.

Diferentes graus

Assim como vale para qualquer condição psicológica adversa, a fobia social pode variar seu nível de gravidade. Em casos extremos, o medo de ser constrangido ou julgado negativamente pelos outros é tão intenso que pode prejudicar severamente a vida do indivíduo. Nessas circunstâncias, é comum que as pessoas apresentem uma taxa inferior de escolaridade, qualidade de vida, bem como dificuldades para criar e manter amizades e relações amorosas.

Dificuldade no diagnóstico

Ainda é um desafio para psicólogos e psiquiatras diferenciarem precisamente a fobia social da timidez e de outras condições, como o transtorno de personalidade e esquiva. Algumas pessoas são mais tímidas diante de diferentes situações sociais, mas isso não necessariamente as impede de alcançar seus objetivos.

Em certas situações, quase todas as pessoas podem ficar mais retraídas e inseguras. Contudo, na fobia social, o medo da avaliação negativa e do constrangimento pode se estender para a maioria das situações, impedindo que o indivíduo alcance várias de suas metas e apresente grande dificuldade para interagir com outras pessoas.

Embora pessoas com fobia social pareçam pouco habilidosas socialmente, as pesquisas da área indicam que o mais importante em muitos casos não é a falta de habilidades sociais, e sim a ansiedade aumentada circunstancialmente e decorrente de uma autoavaliação negativa exagerada.

Processos da fobia social

Na fobia social, existem três processos centrais: antecipação, exposição situacional, e processamento pós-evento.

Antecipação

Primeiramente, é feita uma previsão muito negativa sobre uma situação social que irá ocorrer. Para lidar com a grande ansiedade decorrente dessa antecipação, as pessoas procuram se esquivar daquela circunstância a qualquer custo.

Exposição situacional

Ao ser exposto a uma situação social temida, são ativadas crenças negativas do indivíduo quanto ao seu potencial e sobre o que as outras pessoas pensarão dele, engatilhando assim uma série de vieses cognitivos que maximizam ainda mais a ansiedade, culminando em um ciclo vicioso.

fobia-social-o-que-e

Entre esses vieses, as pessoas focam sua atenção sobre a própria ansiedade e nos sinais de ameaça daquela situação, além disso, memórias sobre situações passadas que corroboram essas crenças também são resgatadas. Assim, as autoavaliações do indivíduo são de vulnerabilidade e incompetência para atender as expectativas impostas pela situação.

Uma pessoa com fobia social pode imaginar que, caso as pessoas percebam o quão ansiosa ela está, certamente ela será julgada negativamente. Para tentar disfarçar sua ansiedade, o indivíduo se engaja em comportamentos inibitórios e de segurança que, ironicamente, podem acabar aumentando ainda mais seu nível de ansiedade.

Processamento pós-evento

Finalmente, depois da exposição a uma situação social temida, é comum que na fobia social as lembranças do evento sejam tendenciosamente interpretadas como piores do que realmente foram, o que reforça as crenças negativas e intensifica a ansiedade gerada na fase antecipatória quando uma próxima situação semelhante tiver de ser enfrentada.

Tratamentos para a fobia social

Os dados atuais indicam que os tratamentos, como aqueles oferecidos pela terapia cognitivo-comportamental, são efetivos para cerca de 75% dos indivíduos que sofrem com o transtorno. Porém, o já citado problema é que a maior parte dessas pessoas nem sequer busca ajuda.

Dicas para lidar melhor com a fobia social

dicas-para-acabar-com-a-fobia-social

O que se percebe é que a antecipação catastrófica acaba levando as pessoas com fobia social a alcançar exatamente aquilo que elas temiam, ou seja, as avaliações negativas de outras pessoas. Muitas vezes, o problema não é a situação em si, mas o modo como ela é percebida e interpretada.

Algo que pode ajudar é o treinamento da capacidade de fazer previsões realistas sobre situações sociais futuras e conseguir analisar a circunstância a partir de diferentes ângulos, o que poderá flexibilizar crenças negativas muito rígidas.

Outra ação que poderá ajudar é a exposição gradativa a situações sociais que gerem ansiedade. Em casos muito graves, essa exposição deve ser bastante controlada e planejada, variando caso a caso a maneira como deverá ocorrer. É comum que durante o tratamento da fobia social, essa exposição ocorra juntamente com um treinamento constante de certas habilidades, como a mudança do foco de atenção para sinais externos em contraposição ao foco sobre sinais internos de ansiedade. Também é válida a redução de condutas inibitórias visando disfarçar a ansiedade vivenciada.

with No Comments 0

Related Posts

No posts were found for display

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Conteúdo protegido: Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98)